Jibóia

Saiba tudo sobre a planta que vai bem em qualquer ambiente

jiboia planta como cuidar

A jibóia é sem dúvida uma das plantas mais cultivadas dentro de casa desde o tempo dos nossos avós.

Essa trepadeira da família das Aráceas chama a atenção por suas folhas brilhantes, que podem ser totalmente verdes ou variegadas, com manchas ou listras em diferentes tonalidades, ou mesmo diferentes desenhos que variam de acordo com a espécie, criando um lindo efeito ornamental. 

Suas folhas são dispostas no caule de forma alternada. São coriáceas, ou seja, com textura semelhante ao couro, rígidas, porém bastante maleáveis.  Quando mais jovens, têm formato de coração e seu tamanho pode variar de 10 a 15 cm, mas com o passar do tempo elas podem até mesmo dobrar de tamanho e ficam mais arredondadas.

Na natureza, as jibóias trepam pelos troncos e galhos das árvores e palmeiras e se agarram com suas raízes nas cascas, avançando rapidamente na direção da copa com ramos que podem chegar a 20m de comprimento. E foi justamente por conta dessa característica de subir pelas árvores, que ela ganhou o nome popular de Jibóia.

Dentro de casa, as jibóias podem atingir facilmente de 1,20m a 1,80m.

Na natureza, as jibóias se agarram no tronco das árvores e vão subindo até a copa. Suas folhas podem medir mais de 1m.

Afinal, a Jibóia é uma trepadeira, uma planta pendente ou uma forração?

É comum encontrarmos no comércio vasos com a Jibóia já agarrada a um tutor de madeira, fibra de coco ou mesmo bambu, mas isso não significa que você terá que usá-la só como trepadeira.

Dependendo do tipo de uso que você escolher para ela,  a planta mudará de comportamento.

Se você colocá-la encostada numa treliça ou estrutura mais alta ou até mesmo junto de uma parede, em pouco tempo a Jibóia vai se fixar e começar a subir.

Se sua Jibóia estiver plantada em um vaso pendurado e com os galhos caídos, ela se comportará como uma planta pendente e em pouco tempo seus ramos poderão encostar no chão. 

Toda essa flexibilidade faz da Jibóia uma das preferidas para uso em jardins verticais.

E não para por aí: para jardins em áreas externas, a jibóia pode ser usada como forração pois ela tem capacidade de se alastrar horizontalmente, ajudando no fechamento de canteiros e até mesmo em taludes.

jiboia usada como forração no jardim

Jibóia sendo utilizada como forração em jardim.

A Jibóia é uma planta venenosa para animais?

Sim, as Jibóias são tóxicas para cães e gatos!

Por isso, se você tem bichinhos em casa, mas não abre mão de ter uma bela Jibóia decorando seu ambiente, procure colocá-la em lugares altos, onde eles não alcancem. Quando sua Jibóia começar a ter ramos muito compridos, faça a poda imediatamente. Os ramos que forem cortados poderão ser replantados (veja mais adiante).
Para saber mais sobre outras plantas tóxicas para animais, não deixe de ler nosso post 25 Plantas tóxicas para cães e gatos.

Conheça algumas variedades da Jibóia

Hoje em dia é possível encontrar com certa facilidade em supermercados, floriculturas e garden centers algumas variedades de jibóias, com cores e estampas que deixam qualquer um em dúvida na hora escolher. Além das plantas variegadas (aquelas com manchas ou desenhos naturais), encontramos também cultivares, ou seja, variedades que não se originaram naturalmente, mas através de cultura.

Dá uma olhada em algumas delas.

Jibóia / Jibóia limão / Jibóia amarela
Epipremnum pinnatum

Jibóia prateada
Scindapsus pictus 'Argyraeus'

Jiboia prateada Scindapsus pictus 'Argyraeus'

Jibóia Njoy
Epipremnum aureum 'Njoy'

jiboia 'n-joy'- Epipremnum aureum 'Njoy'

Veja agora como cuidar da planta Jibóia:

 

Qual o melhor local para cultivar a Jibóia?

A Jibóia é uma planta de meia-sombra e se adapta muito bem a ambientes com pouca luz, por isso é uma excelente opção para aquele cantinho mais sombreado da casa onde nenhuma planta vinga.

Por conta de sua capacidade de purificar o ar, segundo estudos da NASA, a Jibóia é uma excelente opção para ser usada por toda a casa, inclusive no quarto e até mesmo no banheiro.

Vale lembrar que se o seu banheiro não receber nenhum tipo de iluminação natural em nenhum momento do dia, sua planta poderá ter problemas. Nesse caso, leve sua Jibóia constantemente para uma local iluminado deixando a planta por lá durante um período de umas 3 a 4 horas por dia e depois retorne com ela para o banheiro.

De maneira geral, prefira locais onde a planta receba uma boa quantidade de luz para que ela mantenha o contraste das manchas ou listras nas folhas, principalmente em plantas variegadas. Mesmo sendo uma planta de meia-sombra,a Jibóia também pode ser cultivada a pleno sol.

Como regar a Jibóia?

Regue a Jibóia de forma moderada para manter o substrato levemente úmido.

A Jibóia resiste bem ao excesso de água, mas é bom não abusar, pois o excesso de umidade contribui para o aparecimento de pragas e doenças.

Lembre-se sempre da velha regra: coloque o dedo no substrato e aprofunde um pouco para saber se é hora de regar. Se seu dedo sair sujo de terra, espere um pouco mais. Se sair limpinho, é hora de regar até ver a água começar a sair pelos furos do vaso.

O ideal é não deixar que o substrato seque completamente.

Aproveite para ler  nosso guia completo sobre a rega, no post Como regar plantas em vasos: acabe com estas 5 dúvidas que podem matar suas plantas.

 

Qual substrato deve ser usado no cultivo da Jibóia?

Use um substrato rico em matéria orgânica, capaz de segurar um pouco de umidade.

Se na hora da rega a água estiver escoando rápido demais, você pode colocar um pouco de húmus de minhoca para condicionar a terra.

Como adubar a Jibóia?

As Jibóias são plantas pouco exigentes, afinal, são plantas rústicas que crescem na floresta. Mas isso não significa que não carecem de nutrientes.

Dentro de casa, as plantas precisam da nossa ajuda para crescerem e ficarem mais resistentes a pragas e doenças. Para isso, basta usar um adubo equilibrado do tipo NPK 10-10-10 ou mesmo húmus de minhoca misturado levemente na parte superior do substrato.

 

Pragas e doenças na Jibóia

Apesar de serem bastante resistentes, as Jibóias são suscetíveis a pragas e doenças como qualquer outra planta. E como não poderia deixar de ser, as cochonilhas são o problema mais comum nessas plantas.

Para evitar surpresas, observe com frequência sua planta, principalmente no verso das folhas e nas junções com os caules. 

Com relação a doenças, lembre-se que água em excesso pode provocar apodrecimento nas raízes.

 

Como fazer mudas de Jibóia

A Jibóia pode ser multiplicada facilmente pelo método de estaquia.

Para isso, basta cortar um ramos que tenha uns 3 nózinhos com raízes e colocar num recipiente com água. Em poucos dias, as raízes estarão maiores e você poderá plantar em um novo vaso com substrato apropriado ou mesmo continuar com o cultivo na água. Mas lembre-se: para mantê-la na água, troque regularmente a água ou coloque umas gotinhas de água sanitária para que o mosquito da dengue não deposite ovos por lá.

A Jibóia se parece com o Filodendro Brasil, mas não é a mesma planta

De uns tempos para cá, o Filodendro Brasil (Philodendron hederaceum “Brasil” ) tem ganhado destaque nos pontos de comércio de plantas, e por isso tem confundido muita gente.

Para te ajudar, separamos alguns detalhes que vão te ajudar entender as diferenças entre elas:

Filodendro Brasil

Formato da folha:

As 2 plantas têm suas folhas em formato de coração, porém, a Jibóia tem a folha mais arredondada, enquanto o Filodendro Brasil tem a folha bem mais pontuda.

Folhas novas:

Nas 2 plantas as folhas nascem enroladas e vão se abrindo aos poucos, mas no Filodendro Brasil, a folha nova nasce envolvida por uma espécie de palha que se desprende conforme a folha se desenvolve.

Resistência ao excesso de água na hora de regar

A Jibóia gosta bastante de um solo constantemente úmido e aguenta bem quando se exagera um pouco na quantidade da água. Porém,  se você encharcar o substrato de um Filodendro Brasil, o risco de suas raízes apodrecerem é muito grande. 

Adaptação à luminosidade do local

A Jibóia é uma planta que se adapta com facilidade a locais com pouca iluminação, por isso, pode ser usada até no banheiro. Já o Filodendro, precisa de bastante claridade, e se colocado em locais de muita sombra, pode não resistir e até mesmo morrer.


Confira agora um resumo das principais informações que reunimos neste artigo:

Nome popular

Jibóia

Nome científico

Epipremnum pinnatum / Scindapsus pictus 'Argyraeus'

Família

Araceae

Meia sombra / sombra

Rico em matéria orgânica

Rega moderada

Sem contra-indicações (*exceto para jibóia prateada)

Sem contra-indicações

Por estaca de caule

Não deve ser mastigada ou ingerida por conta da presença de cristais de oxalato de cálcio em todas as partes da planta

Agora que você aprendeu em detalhes Como cuidar da planta Jibóia, não tem motivos para não aproveitar toda a versatilidade dessa espécie no paisagismo aí da sua casa.

Não deixe de compartilhar essas informações com quem ama plantas!

Leia também

como cuidar de ripsalis

Ripsális Cacto-macarrrão

Aprenda a cuidar e tirar mudas fácil, fácil

Como cuidar do Antúrio

7 Segredos para você ter Antúrios sempre bonitos (e com flores)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da palmeira rafis raphis ráfia

Palmeira Ráfis

Como cuidar da palmeira mais versátil que você pode ter em casa

Chifre-de-veado

Aprenda a cuidar desta samambaia escultural

Como cuidar da comigo ninguém pode

Comigo-ninguém-pode

Como cuidar do jeito certo e seguro

Asplênio / Samambaia Ninho-de-passarinho

Aprenda o jeito certo de cuidar

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da avenca

Como cuidar de Avenca

7 dúvidas que podem matar sua planta

Como cuidar de samambaia

Como cuidar de Samambaia

O Guia completo para ter samambaias sempre bonitas

como regar plantas em vasos - Blog Plantas em Casa

Como regar plantas em vasos

5 dúvidas que matam suas plantas

Como cuidar da Costela de Adão

Costela de Adão

Conheça os segredos para ter sucesso no cultivo da Monstera

suculentas pintadas

Suculentas Pintadas

Isso é tudo que você precisa saber sobre elas

como cuidar da peperomia melancia

Peperômia Melancia

Como cuidar do jeito certo

como identificar cactos e suculentas

Como identificar Cactos e Suculentas

Conheça o livro que vai ajudar você a identificar seus cactos e suculentas

PUBLICIDADE

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE