Como cuidar de samambaia

O guia completo para ter samambaias sempre bonitas

Foto: Unsplash

Você sabia que as samambaias são plantas pré-históricas? Elas são originárias das florestas, mas evoluiram genéticamente através dos tempos ficando mais resistentes e com isso, se adaptaram muito bem ao ambiente fechado das casas.

Nas décadas de 70 e 80, as samambaias ganharam destaque como plantas ornamentais. Afinal, quem não se lembra delas na casa da avó ou mesmo na própria casa no tempo de infância? 

Eu amo samambaias  e cresci vendo minha mãe cuidando das várias que tinha penduradas pela casa, algumas com folhas de quase 2m. Dá uma olhada na foto abaixo.

Por alguns anos, as samambaias andaram sumidas das lojas, garden centers e quiosques de praça, mas de uns tempos para cá voltaram com força total e hoje são as preferidas para compor os jardins verticais e painéis de interior.

As samambaias são plantas sem flor e relativamente fáceis de cuidar, mas para que fiquem bonitas e saudáveis é importante escolher o local ideal para elas, saber como regar na medida certa, como adubar e também conhecer um pouco sobre as pragas que podem acabar com suas samambaias.

Nesse artigo, você vai aprender como cuidar de samambaias em vasos e ter plantas mais verdinhas e sadias durante todo o ano e, provavelmente, vai conseguir com que elas se desenvolvam bastante para que possa até mesmo tirar mudas, como vamos ver mais adiante. 

Então, continue a leitura e acabe de vez com suas dúvidas sobre como cuidar de uma samambaia.

Quais tipos de samambaias posso ter em casa?

Existem vários tipos de samambaias que podem ser cultivadas em casa. Reuni neste artigo, dicas e cuidados que podem ser seguidos para o cultivo da grande maioria das espécies mais comuns e que podem ser encontradas nos garden-centers e lojas de plantas.

Veja algumas delas:

Samambaia americana
Nephrolepis exaltata "Bostoniensis"

Samambaia Amazonas ou azul
Polypodium aureum

samambaia amazonas

Samambaia mini havaiana
Nephrolepis exaltata 'Norwoodii'

samambaia mini havaiana

Samambaia Emina
Nephrolepis exaltata 'Emina'

Samambaia Emina - Nephrolepis exaltata emina

Avenca
Adiantum raddianum

avenca

Renda francesa / portuguesa
Davallia fejeensis

samambaia renda francesa

Qual o local ideal para ter samambaias em casa?

Na natureza, as samambaias são encontradas em florestas debaixo das árvores, num ambiente de pouca luz e bastante úmido. A luz do sol chega nelas por entre as folhas das árvores, já bem fraquinha e por apenas algumas horas.

samambaia americana na arvore Jardim Botânico RJ

Samambaias em seu habitat natural - Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Então, ficou fácil de entender qual o tipo de ambiente você precisa para que as samambaias fiquem bonitas em casa, não é?

As samambaias são consideradas plantas de meia-sombra ou mesmo de sombra, e uma boa pedida para tentar reproduzir esse habitat natural é acomodá-las junto a uma janela ou mesmo em uma varanda, sem sol direto. 

Foto: Daria Gudoshnikova / Unsplash

Samambaias se desenvolvem muito bem perto de janelas, sem sol direto

E por falar em colocar as samambaias em varandas ou áreas externas, vale uma dica: evite locais com muito vento, caso contrário sua planta poderá não se desenvolver ou até mesmo morrer.

As samambaias precisam de umidade e o excesso de vento vai fazer com que a planta seque mais rapidamente.

O vento também poderá quebrar o caule (pecíolo) das folhas mais novas prejudicando o crescimento da planta .

As folhas da samambaias, chamadas de frondes, são formadas por diversas “folhinhas” menores – as pinas. Essas frondes surgem em formato de caracol, vão se desenrolando de acordo com o seu crescimento e as pinas se abrem gradativamente.  Se a planta estiver em um lugar de muito vento, esses “caracoizinhos” vão sofrer bastante, ficando queimados, formando folhas defeituosas ou até mesmo morrendo. 

samambaia americana em desenvolvimento

Os brotos das samambaias vão se desenrolando gradualmente até formar as frondes, e o vento excessivo pode prejudicar seu bom desenvolvimento.

Proteja a samambaia do vento, criando composições onde plantas mais resistentes ao vento façam uma barreira para ela.

Evite, também, colocar a planta num local de passagem onde as pessoas esbarrem na folhagem com facilidade. Nesse caso, é só usar suportes e deixar suas samambaias suspensas.

Qual o vaso ideal para cultivar as samambaias?

Foto: Pixabay

Você pode plantar as samambaias na maioria dos vasos disponíveis no mercado, desde que o modelo que escolher tenha furo para drenagem. Se optar por vasos de fibra de coco, não é necessário o furo porque esses vasos são bastante permeáveis.

Nunca é demais lembrar que as samambaias precisam de bastante umidade, por isso, usar vaso de barro não é uma boa ideia. O barro vai absorver boa parte da umidade, fazendo com que o substrato seque mais rápido.

Mas, se você ama vasos de barro e não abre mão de colocar  suas samambaias neles, uma alternativa é impermeabilizar o interior do vaso com Neutrol, goma laca, verniz marítimo ou tinta asfáltica.

Evite plantar uma samambaia em um vaso muito grande, porque quanto maior o vaso mais substrato terá, o que aumenta a necessidade de regas mais frequentes.

Para preparar o vaso da forma correta, antes de mais nada é importante que faça uma camada para drenagem para evitar que a água fique empoçada junto à raiz e possa causar o aparecimento de fungos e até mesmo seu apodrecimento.

Lhe convido a ler meu artigo sobre Como preparar a drenagem em vasos do jeito certo, para que suas plantas se mantenham saudáveis e bonitas.

Vamos ver agora, qual tipo de substrato usar na hora de plantar sua samambaia.

Qual o tipo de terra ideal para cultivar samambaias?

Foto: Freepik

Por serem plantas nativas das florestas,  as samambaias têm raízes acostumadas a um solo rico em folhas e matéria vegetal em decomposição, bastante leve e poroso.

Esse mesmo tipo de solo, bastante fibroso e que facilita o escoamento da água para as raízes não ficarem encharcadas, deve ser usado no vaso para que a planta enraíze e se desenvolva.

Nas floriculturas e garden centers, é fácil encontrar substratos prontos para samambaias,  mas você pode fazer sua própria mistura e ter uma terra rica em fibras e matéria orgânica. 

Aprenda agora como fazer substrato para samambaias. Estas duas receitas são da paisagista Lucia Borges, do Canal Vida no Jardim:

Substrato 1: 

1 parte de terra vegetal

1 parte de esterco de gado ou húmus de minhoca

1 parte de fibra de coco + musgo esfagno

Substrato 2:

2 partes de substrato comum de plantio 

1 parte de fibra de coco + musgo esfagno

ou 1 parte de fibra de coco

ou 1 parte de musgo esfagno

Nas 2 opções, desfaça bem as fibras com as mãos e misture todos os ingredientes.

 

Como regar as samambaias?

Foto: Freepik

Como já vimos, as samambaias são encontradas nas florestas sob as árvores, num ambiente bastante úmido.

A grande maioria das diversas variedades de samambaias gosta de bastante umidade, o que significa que precisam do solo constantemente umedecido. Por isso, nunca deixe o substrato secar totalmente, principalmente na parte junto às raízes.

Para regar, despeje a água em diferentes pontos do vaso para que toda a mistura fique molhada por igual. Espere até que a água escorra pelo furo do vaso, e se isso não acontecer, molhe mais um pouco.

E para manter a umidade em volta da planta, tenha o vaso sobre um prato com pedriscos e água.

Nos dias mais quentes, pulverizar as folhas é uma ótima pedida para deixar sua samambaia mais feliz. Já em dias frios, espere que a parte superior da mistura esteja completamente seca para voltar a molhar. Não existe uma regra para regar, já que depende da região onde você mora e das condições gerais do local onde mantém sua planta.

A melhor maneira de saber a hora certa de regar é colocando o dedo na terra: se o dedo sair sujo, a terra ainda está úmida e sua samambaia não deve ser regada. Se o dedo sair limpo, tá na hora de molhar.

Mas atenção: solo úmido não quer dizer solo encharcado! Se isso acontecer, espere a parte de cima da mistura secar, para voltar a molhar.

Se você quer aprender a regar todas as suas plantas, não deixe de ler este outro conteúdo:  Como regar plantas em vasos: 5 dúvidas que podem matar suas plantas.

Agora que você já escolheu o lugar onde suas samambaias vão morar, conhece o tipo de solo ideal para elas e já sabe como fazer a rega, é hora de aprender como fazer com que fiquem mais fortes e bonitas. 

Então, continue a leitura e aprenda a adubar suas samambaias do jeito certo!

Como adubar as samambaias?

De um modo geral, você pode usar adubos líquidos comuns, do tipo
NPK 10-10-10, a cada 2 semanas seguindo as instruções do fabricante.

Mas, existem no mercado fertilizantes minerais mistos específicos para as samambaias, nas versões líquida, em pó ou em pastilhas. Todos eles têm na sua composição, uma proporção maior de nitrogênio (N) do que potássio (P) e fósforo (K).

Tanto na forma líquida como na versão em pó, esses fertilizantes devem ser diluídos em água de acordo com as instruções do rótulo e usados na rega ou para pulverizar, dependendo do fabricante.

Já a versão em pastilha, deve ser enterrada no substrato e a liberação dos nutrientes acontece aos poucos sempre que a planta for regada.

Conheça nossa loja e encontre uma grande variedade de adubos além da mais completa linha de jardinagem.

Exemplos de fertilizantes minerais específicos para samambaias

Complemente a adubação das samambaias de forma orgânica

Usar casca de ovo moída é uma ótima dica para adubar suas samambaias. 

A casca de ovo é rica em cálcio, o que ajuda a manter as plantas duras, firmes e principalmente, sem lagartas. E por falar em lagartas, já, já vamos falar dessas inimigas do jardim.

Para fazer a farinha de casca de ovo é só juntar as cascas que iriam para o lixo, lavar bem o interior delas para evitar mau cheiro e colocar para secar.
Quando estiverem bem secas, é só bater no liquidificador ou no mixer de forma que fiquem bem trituradas.

Para usar, é só despejar um pouco dessa farinha no vaso misturando levemente ao substrato e regar em seguida. Não precisa se preocupar se a quantidade que usou parecer demais, já que essa farinha vai demorar um bom tempo para se decompor. Repita a aplicação a cada 30 dias. 

A farinha de ovo deve ser usada não só nas samambaias, mas em todas as suas plantas, já que ficando mais duras e firmes, fica bem mais difícil de serem comidas também por cochonilhas e outras pragas.

E por falar em praga, vamos a elas…

Samambaias são atacadas por pragas?

Como toda e qualquer planta, as samambaias também estão sujeitas a ataques de várias pragas, mas, sem sombra de dúvida, as lagartas são as maiores inimigas das samambaias. 

Plantas colocadas em varandas ou áreas abertas, são mais suscetíveis à infestação já que borboletas e mariposas chegam com facilidade até elas, deixando lá seus ovos. 

Foto: Pixabay

Borboletas e mariposas depositam os ovos nas samambaias, e em poucos dias, lagartas vão estar devorando a planta

Foto: Bankim Desai / Unsplash

As lagartas comem rapidamente as folhas das samambaias

Depois de uns 3 dias, vão nascer várias lagartinhas famintas e sua planta vai ser um verdadeiro banquete pra elas.  Esses filhotes crescem bem rápido (e seu apetite também) e logo, logo vão ter devorado toda a planta.

É comum só percebermos  a presença das lagartas muito tempo depois da invasão já que, na fase inicial do seu desenvolvimento, são bem pequenas e tão verdes que acabam se camuflando na planta.

As lagartas têm o costume de se esconder por trás das folhas, ficando ainda mais difícil de serem encontradas.

Fique de olho se sua planta está com buracos nas folhas ou com as bordas roídas.

No chão ou logo embaixo de onde estiver sua planta, procure por pedacinhos de folhas e também por alguns grãozinhos pretos, que são os cocozinhos das invasoras.

Mas como acabar com essas devoradoras das nossas plantas? 

Se você quer acabar com as lagartas de forma ecologicamente correta, só catando uma-a-uma com muita paciência e devolvendo as invasoras para a natureza.

Para isso, procure pelas lagartas em toda a planta, principalmente na parte de trás das folhas. Dica: os cocozinhos no chão dão a pista da parte da planta onde elas estão.

Coloque luvas ou use uma pinça longa, remova com cuidado as comilonas e coloque todas elas num recipiente com tampa (mas com furinhos para que possam respirar).

Depois, é só tratar de soltá-las em um gramado ou jardim bem longe das suas plantas. Se não conseguir libertá-las imediatamente, você vai precisar cuidar da alimentação delas, colocando folhas de alface ou repolho para que não morram de fome.

Se durante a procura encontrar também folhas com ovos, descarte todas.

Mas se a catação não der resultados e bater aquele desespero ao ver sua planta ficando só no talinho, vai ser preciso tomar uma atitude mais radical usando inseticidas. Mas peralá: nada de usar o Baygon que você tem em casa!

Nesse caso, o ideal é optar por inseticidas naturais ou biológicos, que não agridem o meio ambiente nem oferecem o risco de matar sua planta.

Um produto que já usei algumas vezes é o Dimypel: um inseticida biológico composto por bactérias encontradas na natureza (Bacillus thuringiensis).

O único inconveniente desse produto é deixar as folhas um pouco esbranquiçadas depois do uso, mas com o tempo, elas voltam à aparência normal.

Como fazer mudas de samambaias?

As samambaias são plantas sem flor, sendo assim, não produzem sementes.

Na natureza, se reproduzem naturalmente por esporos, pequenos pontinhos que ficam presos na parte de trás das folhas, mas é muito difícil tentar reproduzir a planta dessa forma.

Foto: Pixabay

samambaia esporos

Os pequenos pontinhos atrás das folhas das samambaias são os esporos, responsáveis pela reprodução natural da planta

O jeito mais fácil de reprodução para a grande maioria de samambaias, é através da  divisão de touceiras.

Quando sua samambaia estiver bem cheia e já não cabendo no vaso, é hora de dividir a planta. O período ideal para isso é no final do outono e princípio da primavera.

Para dividir a planta, é só tirá-la do vaso e usar uma faca ou mesmo as mãos para dividir o torrão. Aproveite para cortar um pouco das raízes e folhas mortas. 

A divisão do torrão da samambaia é a forma mais fácil de reproduzir a planta

Monte seu novo vaso com uma mistura de plantio renovada, bastante fibrosa como vimos anteriormente. Mas não se esqueça de colocar antes a camada de drenagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conclusão

Agora que você já sabe bastante sobre as samambaias, tá na hora de colocar em prática tudo que aprendeu.

Mas lembre-se: todo dia aprendemos com as plantas. A própria planta vai te dar sinais de que as coisas estão indo bem ou não, daí, você muda ela de lugar, aumenta ou diminui a rega, muda a adubação, enfim, vai ajustando tudo aos poucos. 

E quando perceber que estão aparecendo brotos novos, é um bom sinal de que as coisas se equilibraram.

E aí, gostou das minhas dicas sobre samambaias?

Você já tem samambaias em casa e sabia sobre como cuidar delas?

Tem ainda alguma dúvida? Conte pra gente lá nas nossas redes sociais!

Não deixe de compartilhar essas informações com quem ama plantas!

Leia também

como cuidar de ripsalis

Ripsális Cacto-macarrrão

Aprenda a cuidar e tirar mudas fácil, fácil

Aprenda a cuidar da Costela-de-adão

Costela de Adão

Conheça os segredos para ter sucesso no cultivo da Monstera

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da palmeira rafis raphis ráfia

Palmeira Ráfis

Como cuidar da palmeira mais versátil que você pode ter em casa

Aprenda a cuidar do Chifre-de-Veado

Chifre-de-veado

Aprenda a cuidar desta samambaia escultural

Como cuidar da comigo ninguém pode

Comigo-ninguém-pode

Como cuidar do jeito certo e seguro

Como cuidar do Asplenio

Asplênio / Samambaia Ninho-de-passarinho

Aprenda o jeito certo de cuidar

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da avenca

Como cuidar de Avenca

7 dúvidas que podem matar sua planta

Como cuidar do Antúrio

7 Segredos para você ter Antúrios sempre bonitos (e com flores)

como regar plantas em vasos - Blog Plantas em Casa

Como regar plantas em vasos

5 dúvidas que matam suas plantas

suculentas pintadas

Suculentas Pintadas

Isso é tudo que você precisa saber sobre elas

como cuidar da peperomia melancia

Peperômia Melancia

Como cuidar do jeito certo

como identificar cactos e suculentas

Como identificar Cactos e Suculentas

Conheça o livro que vai ajudar você a identificar seus cactos e suculentas

PUBLICIDADE

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE