COMIGO NINGUÉM PODE:
COMO CUIDAR DO JEITO CERTO (E COM SEGURANÇA)

6 passos indispensáveis para você ter sucesso cultivando esta linda planta em casa

Comigo-ninguem-pode

A Comigo ninguém pode ou Difenbáquia é uma das plantas de interior mais tradicionais.

Cultivada em casa desde o tempo dos nossos avós, essa folhagem com folhas verdes e manchas dá um toque tropical a qualquer ambiente.

Neste artigo, vou lhe contar tudo sobre essa planta tão conhecida até por quem não cultiva plantas em casa. Vou lhe mostrar as principais dicas de cultivo e principalmente, os cuidados que você deve ter ao manusear a Difenbáquia em sua casa.

Vamos lá?

A Diefenbáquia é originária das florestas tropicais da América do Sul.

Possui uma folhagem bastante decorativa e caules grossos que lembram a cana, podendo atingir mais de 1,50m de altura mesmo dentro de casa.

Ela é conhecida em muitos países como “Cana-muda”, “Planta muda” ou “Planta-dos-mudos”, por causa de uma toxina presente em sua seiva que pode causar dormência ao entrar em contato com a pele.  

Além disso, caso a seiva atinja a boca, pode causar dificuldades na fala deixando a pessoa temporariamente “muda”.

No Brasil, por conta de sua toxicidade e da crendice popular, acabou ganhando o nome de “Comigo-ninguém-pode”.

Então, se você possui crianças ou animais de estimação em casa, todo cuidado é pouco.

Existem diferentes tipos da Comigo-ninguém-pode, sendo alguns deles cultivares desenvolvidos por cruzamentos entre híbridos do mesmo gênero, com folhas variegadas em  branco e verde, creme e verde ou totalmente verdes com manchas e até listras. 

Veja agora algumas dessas variedades:

Comigo-ninguém-pode
Dieffenbachia amoena

Comigo-ninguém-pode
Dieffenbachia 'Compacta'

tipos de comigo-ninguem-pode - diefenbachia-compacta

Comigo ninguém pode
Dieffenbachia 'Camilla'

Comigo-niguem-pode camille diefenbachia-camille

A Comigo-ninguém-pode é cultivada principalmente por conta de sua folhagem bastante atrativa. Pode produzir inflorescências do tipo espiga, parecidas com as do Lírio-da-paz,  mas sem qualquer valor ornamental.

flor de comigo-ninguem-pode

A flor da Comigo-ninguém-pode é na verdade uma inflorescência e não tem valor ornamental.

Conheça agora os principais cuidados para cultivar em casa a Difenbáquia ou Comigo-ninguém-pode:

 

Qual a luz ideal para cultivar a Difenbáquia ou Comigo-ninguém-pode?

A Comigo-ninguém-pode é uma excelente opção para áreas sombreadas. Ela se adapta muito bem a ambientes internos com pouca luz, mas isso poderá influenciar seu crescimento.

Sendo uma planta de meia-sombra, o ideal é que receba luz intensa filtrada e assim se desenvolverá melhor e manterá sua aparência original com as folhas manchadas.

Se preferir colocar sua Difenbáquia em área externa, como uma varanda por exemplo, você poderá deixá-la no sol fraco das primeiras horas do dia, mas não se esqueça de protegê-la do sol forte do restante do dia para que as folhas não fiquem queimadas.

Em ambientes mais escuros a Difenbáquia ficará com as folhas em um tom de verde mais homogêneo, perdendo o contraste com as manchas. Se isso acontecer, basta mudá-la para um local mais iluminado.

No inverno, quando a intensidade dos raios solares é mais fraca, é possível ampliar esse período sob o sol. Mas vale lembrar que isso não é regra, e pode depender bastante da sua região ou mesmo das condições da estação neste ano.

A Comigo-ninguém-pode se desenvolve muito bem em vasos colocados em locais de meia-sombra

Como regar a Comigo-ninguém-pode?

Não é difícil perceber quando a Difenbáquia está com sede, já que suas folhas ficam levemente caídas. Por isso, se você esquecer de regar, não se desespere! 

Saiba que a Comigo-ninguém-pode resiste a intervalos maiores entre as regas, quando o substrato chega a ficar quase totalmente seco, porém, não é bom abusar da sorte.

Você deve regar de forma moderada para que todo o substrato fique úmido ou até perceber que a água está escoando pelos furos do fundo do vaso, sempre tomando o cuidado para não encharcar. Nunca é demais lembrar que o primeiro passo para evitar encharcamento é ter sua planta cultivada em um vaso com um bom sistema de drenagem.

Antes de voltar a regar, verifique com seu dedo se a parte superior da mistura, cerca de uns 5 cm, está seca. Se sentir que ainda está úmida ou ver seu dedo sair sujo, espere mais um dia e verifique novamente.

Se as condições de temperatura ambiente da sua casa forem apropriadas, no inverno você poderá manter o mesmo ritmo de rega, já que a Difenbáquia continuará crescendo durante o ano todo.

Como adubar a Comigo-ninguém-pode?

Apesar da Difenbáquia ser uma planta bastante resistente, é importante fazer sua adubação.

A cada rega, todos os solos de plantas cultivadas em vasos ficam um pouco mais pobres, pois a água acaba carregando naturalmente os nutrientes em um processo chamado lixiviação.

Para repor esses nutrientes, use um adubo equilibrado, do tipo NPK 10-10-10 de acordo com as recomendações da embalagem.

Se preferir uma adubação orgânica, é só usar húmus de minhoca, esterco de galinha ou esterco de gado bem curtido.

Lembre-se que a deficiência de nutrientes pode facilitar o aparecimento de pragas e doenças. Então, não se esqueça de adubar!

 

Qual o melhor substrato para cultivar a Comigo-ninguém-pode?

Use uma mistura de plantio rica em matéria orgânica e bastante drenável, bem soltinha.

Se tiver dúvida sobre o tipo de mistura que possui, pegue na mão uma pequena quantidade de substrato levemente umedecido e tente moldar uma pequena bola. Caso ela se desfaça com uma certa facilidade, você tem uma boa mistura. Porém, se conseguir modelar uma bolinha firme, adicione um pouco de areia grossa de construção para reduzir a retenção de água. 

 

Como manusear a Comigo ninguém pode?

É altamente recomendável que você utilize luvas na hora de cuidar da sua Comigo-ninguém-pode.

Como já vimos, a seiva da Difenbáquia é venenosa e pode causar danos à sua saúde.

Caso não tenha luvas, lave muito bem as mãos quando for retirar folhas mortas ou fazer mudas. Evite qualquer tipo de contato com a boca. 

 

Como tirar muda da Comigo-ninguém-pode?

Às vezes a Comigo-ninguém-pode se desenvolve de um jeito pouco atraente.

À medida que ela envelhece, a Difenbáquia vai ficando bem alta e as folhas mais baixas caem, deixando o tronco nú.

Dependendo do ambiente onde estiver plantada, a Difenbáquia pode crescer de forma ereta ou em alguns casos, com o tronco meio torto.

Nestes casos, você pode aproveitar para cortar estacas de 10 a 15 cm e espetá-las no vaso onde já estava plantada, sempre tomando o cuidado de manter o mesmo sentido para que a planta possa desenvolver raízes.

A Difenbáquia também pode ser propagada pela técnica de mergulhia. 

Neste processo, você vai precisar cortar uma estaca de uns 15cm a 20cm e colocá-la num recipiente de vidro transparente, de preferência estreito e alto para que a planta se mantenha de pé. Colocar pedriscos ou argila expandida também vai ajudar a deixá-la mais firme e ereta.

Para evitar proliferação de insetos, é importante colocar algumas gotas de água sanitária e umas 2 pedrinhas de carvão.

Troque a água sempre que perceber que está ficando turva e não deixe de observar se as raízes estão começando a aparecer.

Quando as raízes crescerem a ponto de subirem pelas paredes internas do vidro, é hora de plantar em um vaso com o substrato apropriado.

Por conta dos cuidados que você deve ter na hora de tirar mudas da Difenbáquia, recomendo que assista o vídeo a seguir do Canal Vila Nina TV, que mostra em detalhes todo o processo.

Veja agora um resumo de tudo que foi mostrado até aqui,

Nome popular

Comigo-ninguém-pode / Difenbáquia

Nome científico

Dieffenbachia spp.

Família

Araceae

Meia sombra

Rico em matéria orgânica, com boa drenagem

Rega moderada

Sem contra-indicação

Sem contra-indicação

Por estaca de caule

O corte de folhas e estacas libera uma seiva tóxica. Use luvas ou lave bem as mãos após manusear. Evite contato com a boca.

Agora que você já sabe o jeito certo de cultivar e manusear essa planta tão bonita, que tal ter uma Comigo-ninguém-pode aí na sua casa?

Se tiver alguma dúvida, mande sua pergunta nas nossas redes sociais. Vai ser um prazer lhe ajudar.

Não deixe de compartilhar essas informações com quem ama plantas!

Leia também

como cuidar de ripsalis

Ripsális Cacto-macarrrão

Aprenda a cuidar e tirar mudas fácil, fácil

Como cuidar da Costela de Adão

Costela de Adão

Conheça os segredos para ter sucesso no cultivo da Monstera

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da palmeira rafis raphis ráfia

Palmeira Ráfis

Como cuidar da palmeira mais versátil que você pode ter em casa

Chifre-de-veado

Aprenda a cuidar desta samambaia escultural

Como cuidar do Antúrio

7 Segredos para você ter Antúrios sempre bonitos (e com flores)

Asplênio / Samambaia Ninho-de-passarinho

Aprenda o jeito certo de cuidar

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da avenca

Como cuidar de Avenca

7 dúvidas que podem matar sua planta

Como cuidar de samambaia

Como cuidar de Samambaia

O Guia completo para ter samambaias sempre bonitas

como regar plantas em vasos - Blog Plantas em Casa

Como regar plantas em vasos

5 dúvidas que matam suas plantas

suculentas pintadas

Suculentas Pintadas

Isso é tudo que você precisa saber sobre elas

como cuidar da peperomia melancia

Peperômia Melancia

Como cuidar do jeito certo

como identificar cactos e suculentas

Como identificar Cactos e Suculentas

Conheça o livro que vai ajudar você a identificar seus cactos e suculentas

PUBLICIDADE

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE