COMO CUIDAR DE HERA

Saiba tudo sobre essa trepadeira bastante versátil

como cuidar de hera

As Heras são plantas trepadeiras de caule lenhoso que produzem raízes aéreas junto dos nós dos caules. Essas raízes se agarram com certa facilidade a superfícies úmidas e com alguma textura, como troncos das árvores, grades de madeira ou muros, por exemplo. 

São plantas que também se alastram pelo chão, o que faz delas uma excelente opção para forração de jardins.

Dentro de casa, as heras podem demorar um pouco mais para fixar seus ramos, já que as raízes aéreas não se agarram facilmente em objetos lisos e secos. 

Você pode dar uma ajudinha para a sua hera enroscando os ramos mais compridos em um tutor ou um gradeado de madeira que possa ser mantido umedecido, favorecendo assim o crescimento das raízes.

Outra opção, é cultivá-la como planta pendente. Para isso, basta colocar o vaso no alto e deixar que os ramos fiquem cada vez mais compridos.

As heras se fixam com facilidade em superfícies com alguma textura e que possam ser mantidas úmidas

As heras podem ser usadas como plantas pendentes, e seus ramos podem atingir 6m ou mais

Existem pelo menos 2 espécies de Heras mais comuns, e algumas variedades dentro destas espécies.  São elas a Hedera canariensis e a Hedera helix.

As heras possuem folhas lobadas, ou seja, recortadas, normalmente em formato de estrela que também podem ter as pontas levemente arredondadas.

A Hedera canarienses é uma espécie que cresce bastante. Possui folhas que atingem até 15cm de largura e 12 cm de comprimento, com recorte mais arredondado que a Hedera helix. Possui coloração verde escuro e nervuras em verde mais claro, tendo seu caule e pecíolos vermelho escuro.

Já a espécie Hedera helix, também conhecida como Hera inglesa, tem folhas menores e mais delicadas, com recorte mais acentuado e mais parecido com o formato de uma estrela.

As duas espécies são encontradas com folhas em diversos padrões e variações em tons de verde ou variegadas – matizadas de amarelo, branco, verde pálido, verde acinzentado e creme

Hera / Hera inglesa - Hedera helix - - é uma planta tóxica para cães e gatos

Hedera canariensis variegata

A luz ideal para cultivar a hera

As heras são plantas de meia-sombra e precisam de muita claridade. Também se adaptam muito bem em locais onde recebam algumas horas de sol direto, de preferência no início da manhã ou final de tarde.

As formas variegadas, precisam receber um período de sol direto não muito intenso para que mantenham o contraste das cores, caso contrário, se tornarão totalmente verdes. O ideal é que este período seja de 2 a 3 horas por dia. 

Alguns tipos de heras não se dão bem em lugares com sol forte por muito tempo, pois podem ficar com as folhas queimadas nas bordas,  principalmente se for uma planta recém comprada.

De olho na temperatura

As heras se adaptam bem a locais quentes ou com temperaturas mais baixas, porém, podem não se dar bem onde haja muita variação de temperatura.

Preparando o solo ou mistura de plantio

Use terra comum de jardim para plantar sua hera, observando sempre se a mistura tem boa drenagem. Caso esteja retendo muita água, acrescente matéria orgânica fibrosa e areia de construção.

Na hora de regar

Prefira regar a hera de forma moderada, observando sempre se a terra ainda está úmida antes de molhar novamente. Nos dias mais quentes e secos, aumente a umidade usando um pulverizador.

Evite plantar a hera em vasos muito fundos para que não aconteça enxarcamento nas raízes, o que faz com que as folhas fiquem com manchas amareladas e acabem caindo meladas.

Se você tem dúvidas de como regar, recomendo a leitura do post Como regar plantas em vasos: acabe com estas 5 dúvidas que podem matar suas plantas.

 

Não esqueça de adubar

Aplique um adubo comum, do tipo NPK 10-10-10, adubo orgânico, bokashi, ou mesmo húmus de minhoca 1 vez por mês.

 

Como fazer muda de hera ?

As heras se propagam facilmente por estacas, já que possuem raízes junto aos nós. Então, vamos ver agora como fazer muda de hera.

Escolha estacas de ponta com cerca de 8 a 10 cm, com 2 a 3 nós e que  já tenham raízes. Coloque as estacas em um pote ou copo transparente com água, e mantenha em temperatura ambiente. Quando as raízes estiverem medido de 3 a 4cm, é só plantar em um vaso com mistura apropriada.

Outra forma de fazer muda de hera, é colocando essas mesmas estacas deitadas ou levemente enterradas diretamente em um vasinho com terra vegetal bem fofa. Depois de plantar, regue e cubra com um saco plástico transparente, criando uma espécie de mini-estufa. Mantenha em local de luz indireta forte,  nunca sob sol direto. Depois de 2 a 3 semanas, provavelmente as estacas já terão enraizado, daí é só retirar o saco plástico e regar com moderação. Quando as raízes puderem ser vistas pelos furos do fundo do vaso, é hora de trocar para um vaso maior com substrato indicado para plantas adultas.

 

A poda pode ser inevitável

A hera se ramifica de forma bastante abundante, e muitas vezes é necessária uma poda de condução para conter a planta dentro de um determinado espaço. Quando plantada no chão como forração, a hera costuma se alastrar invadindo canteiros e outros espaços. O mesmo acontece quando usada na cobertura de muros ou mesmo como jardim vertical.

Mas se você está usando sua hera como planta pendente, a poda só será necessária se os ramos compridos estiverem causando algum tipo de transtorno ou se você tiver animais de estimação em casa, já que a Hera é uma planta tóxica.

Não esqueça que os ramos podados podem virar mudas.

Dá uma olhada no quadro de resumo sobre a Hera:

Nome popular

Hera

Nome científico

Hedera helix / Hedera canarienses

Família

Araliaceae

Sombra / Meia sombra / Sol pleno

Mistura à base de terra, com boa drenagem

Rega moderada

Sem contra-indicações

Tolera

Por estacas

Não deve ser ingerida: todas as partes são tóxicas

Conclusão

Agora que você já conhece bastante sobre os cuidados com a Hera é só colocar em prática para ver sua planta crescendo bonita e se alastrando até onde você permitir.

Não deixe de compartilhar esse post com quem ama plantas!

Leia também

como cuidar de ripsalis

Ripsális Cacto-macarrrão

Aprenda a cuidar e tirar mudas fácil, fácil

Como cuidar do Antúrio

7 Segredos para você ter Antúrios sempre bonitos (e com flores)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como cuidar da Costela de Adão

Costela de Adão

Conheça os segredos para ter sucesso no cultivo da Monstera

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da palmeira rafis raphis ráfia

Palmeira Ráfis

Como cuidar da palmeira mais versátil que você pode ter em casa

Chifre-de-veado

Aprenda a cuidar desta samambaia escultural

Como cuidar da comigo ninguém pode

Comigo-ninguém-pode

Como cuidar do jeito certo e seguro

Asplênio / Samambaia Ninho-de-passarinho

Aprenda o jeito certo de cuidar

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

como cuidar da avenca

Como cuidar de Avenca

7 dúvidas que podem matar sua planta

Como cuidar de samambaia

Como cuidar de Samambaia

O Guia completo para ter samambaias sempre bonitas

como regar plantas em vasos - Blog Plantas em Casa

Como regar plantas em vasos

5 dúvidas que matam suas plantas

suculentas pintadas

Suculentas Pintadas

Isso é tudo que você precisa saber sobre elas

como cuidar da peperomia melancia

Peperômia Melancia

Como cuidar do jeito certo

como identificar cactos e suculentas

Como identificar Cactos e Suculentas

Conheça o livro que vai ajudar você a identificar seus cactos e suculentas

PUBLICIDADE

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE